HOMERO LACERDA LANÇA LIVRO SOBRE O SPORT

O ex-presidente do Sport, Homero Lacerda, lança livro sobre a sua gestão no Sport.
“Vamos contar neste livro, a nossa trajetória no clube, quando o Sport conquistou o Brasil, com uma série de vitorias, até conquistar o Campeonato Brasileiro”, disse Homero. O lançamento será dia 25 na sede do Sport

ROBERTA ARRAES ASSUME A ASSEMBLEIA

A agora deputada Roberta Arraes, ontem assumiu seu mandato na Assembleia. Ela era a terceira suplente do PP e assumiu, com a licença do deputado Cleiton Colins, que foi coordenar as campanhas do PP no estado.
“Estou entrando em uma Casa, que já conheço e por que tenho um grande carinho e respeito. Nosso trabalho é dirigido aos pobres e aqueles que precisam do estado” disse a deputada.
Para o presidente Álvaro Porto é um prazer receber Roberta Arraes, que só valoriza a Casa.

GOVERNADORA RAQUEL LYRA VISITA TRIUNFO

A governadora Raquel Lyra, esteve no município de Triunfo, onde foi recebida pelo prefeito Luciano Bonfim e visitou as obras de acesso ao Theatro Cinema Guarany e o Pico do Papagaio, que é o local mais alto de Pernambuco, onde prometeu a melhora do acesso do local.
“Triunfo é uma grande atração do turismo de Pernambuco e nós temos que cuidar e valorizar como uma joia do turismo, que hoje tem mantido o município, vamos melhorar o acesso para que o turista tenha melhor acesso a esta área que muito visitada” disse a Governadora.

SEBASTIÃO E WALDEMAR DE OLIVEIRA LAMENTAM MORTE DE DONA MAGDALENA ARRAES

O presidente do Avante, deputado Sebastião Oliveira e seu irmão deputado Waldemar de Oliveira, lamentaram a morte de Dona Magdalena Arraes, que segundo Sebastião teve uma visão diferenciada para o sertão, quanto foi primeira-dama Pernambuco, dando através da Cruzada, vários dessalinizadores que funcionam até hoje, além de camas de campanha e enxovais. “Eu era um jovem médico e acompanhei este trabalho em Triunfo e em Santa Cruz da Baixa Verde” disse ele.
Já Waldemar, enalteceu a bondade de Dona Magdalena, com as crianças e os idosos, com quem tinha um tratamento todo especial. Perdemos a grande Dama de Pernambuco. Disse ele.

LULA E RAQUEL LYRA LAMENTAM A MORTE DE MAGDALENA ARRAES

O presidente Lula e a governadora Raquel Lyra, lamentaram a morte da ex-primeira-dama Magdalena Arraes, que morreu ontem aos 95 anos. Para o presidente Lula, Magdalena Arraes, foi um exemplo de pessoa que sempre pensou nos mais pobres que sempre esteve ao lado do governador Miguel Arraes, nos momentos mais importante da história recente do Brasil.
Já governadora Raquel Lyra, falou da sua amizade e respeito que tinha a Dona Magdalena Arraes, que foi uma grande primeira-dama de Pernambuco, sempre preocupada com o social e cuidando dos mais pobres.

COMEÇA O 32º FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS

Este ano, sob o comando do prefeito Sinvaldo Albino e sem a participação do governo do estado, começou o Festival de Inverno de Garanhuns, depois de muita polemica e politicagem.
Com uma grade nacional, o festival que perdeu seu apelo cultural, sendo hoje mas um circuito de shows, abastecido com emendas do deputado Filipe Carreiras, mostra outra cara. De parabéns, o prefeito Sinvaldo Albino.

PEDRO CAMPOS CELEBRA O AVANÇO DA REGULAMENTAÇÃO DA REFORMA TRIBUTÁRIA

A Câmara dos Deputados aprovou, ontem (10), por 336 votos a favor e 142 contra, o projeto de Lei Complementar nº 68/24, que irá regulamentar a reforma tributária. O deputado federal Pedro Campos celebrou o avanço da matéria, que segue para a análise do Senado Federal.
“Mais um passo importante para avançar com justiça tributária no país, com a aprovação na Câmara dos Deputados da regulamentação da reforma tributária. Nós sabemos que o cashback, o troco social, é o futuro da justiça tributária, mas o povo precisa ter tranquilidade hoje. E por isso, a inclusão de carnes, peixes, queijo e sal como itens da cesta básica é motivo para celebrar”, afirmou.
O projeto de lei regulamenta a cobrança do Imposto sobre Bens e Serviços (IBS), da Contribuição Social sobre Bens e Serviços (CBS) e do Imposto Seletivo (IS). Além da inclusão de novos itens na cesta básica de produtos isentos de impostos, outro destaque do texto aprovado foi a devolução de 100% da CBS da energia, da água e do gás para pessoas de baixa renda.
Durante sua fala, o Pedro ressaltou a articulação e mobilização do presidente da casa, Arthur Lira, e do governo do presidente Lula para que pontos importantes fossem aprovados.
“A votação da reforma tributária foi possível com os esforços do presidente Arthur e do presidente Lula e de seu governo, que deu suporte técnico para que essa importante pauta para o país pudesse avançar”, concluiu.

MESSIAS DO DENOCS LIDERA DISPUTA EM CUSTÓDIA

Pesquisa de intenção de voto realizada pelo Instituto DataTrends e divulgada por um pool de blogs nesta quinta-feira (11), mostra o que o pré-candidato governista, Messias do Dnocs, lidera a disputa pela Prefeitura de Custódia, no Sertão do Moxotó.
Apoiado pelo prefeito Emanoel Fernandes (Manuca), Messias do Dnocs aparece com 25% das intenções de voto na pesquisa espontânea, seguido pela pré-candidata oposicionista, Luciara de Nemias, que tem 13%. Também foram citados Marcílio Ferraz (4%) e Manuca (1%). Não sabe ou não respondeu, 57%.
Na pesquisa estimulada, a pontuação de Messias sobe para 44%, seguido por Luciara de Nemias (29%) e Marcílio Ferraz (9%). Brancos e nulos são 7% e não sabe ou não respondeu, 11%. Nos votos válidos, Messias tem 55%, Luciara tem 35% e Marcílio tem 10%.
No confronto direto entre Messias e Luciara, o governista lidera com 45% x 31%, respectivamente. Brancos e nulos são 12% e não sabe ou não respondeu, 12%. Contra Marcílio Ferraz, Messias aparece com 45% x 13%. Brancos e nulos são 25% e não sabe ou não respondeu, 17%. Já no confronto entre Luciara e Marcílio, a pré-candidata leva vantagem: 32% x 11%. Brancos e nulos são 37% e não sabe ou não respondeu, 20%.

AVALIAÇÃO DA GESTÃO

A pesquisa aferiu a avaliação da gestão do prefeito Manuca. O gestor tem 68% de aprovação e 30% de desaprovação. Não sabe ou não respondeu, 2%
A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o nº PE-02077/2024. A margem de erro máxima é de 4,85% e o grau de confiança de 95%. A pesquisa é divulgada por um pool de blogs composto por Alberes Xavier, Bocão, Carlos Eugênio, Edmar Lyra, Edenevaldo Alves, FalaPE, Finfa, Giro Mata Norte, Silvinho, Roberto Gonçalves e Pernambuco Urgente.

MORRE DONA MAGDALENA ARRAES VIÚVA DO EX-GOVERNADOR MIGUEL ARRAES

Morreu na manhã de hoje, quinta-feira (11), em casa no Recife, aos 95 anos, a ex-primeira-dama, Dona Magdalena Fiuza Arraes, viúva do ex-governador Miguel Arraes, avó de Marília e Maria Arraes, e bisavó de João e Pedro Campos.
Formada em Pedagogia, foi a segunda esposa do ex-governador Miguel Arraes, com quem teve dois filhos, Pedro e Mariana.
Dona Magdalena, fez um grande trabalho na Cruzada de Ação Social, sempre valorizando a área social, sem pieguice e apostando na melhoria do ser humano. Tive a honra de tê-la conhecido.
O velório será na manhã desta sexta-feira (12), a partir das 8h, na capela do cemitério de Santo Amaro. O sepultamento está previsto para às 11h.

O ÍDOLO E O EXECUTIVO

Ser craque, ser apaixonado pelo que faz, ser sério e profissional, entre outros, são atributos do ídolo. Porém a aptidão esportiva se faz necessária para que o atleta possa atingir a plenitude de sua paixão, para poder desenvolver a modalidade esportiva escolhida.
Em alguns casos o esporte escolhe o atleta e aí junta-se a paixão e a aptidão, essa união forma o ídolo. Ivan Brondi foi uma dessas felizes coincidências em que escolheu e foi escolhido pelo futebol. Quiz a sorte que esse atleta viesse desenvolver todo seu potencial no Náutico.
Recebemos um atleta de qualidade invejada por muitos e igualada por poucos, mas melhor que tudo isso é que junto com esse fabuloso atleta recebemos um belo cidadão e um alvirrubro de primeira ordem. Ivan ajudou o CNC dentro e fora de campo, como atleta dispensa comentários e foras das quatro linhas colaborou com nosso Náutico exercendo diversos cargos, sempre com seriedade e dedicação. Ajudou a base e cooperou para tornar o nosso CT uma realidade. Como odontólogo, dos bons, atendeu e atende gratuitamente muitos dos nossos jogadores. Mas Ivan foi presidente do CNC, e nesse campo não pode fazer tudo que o clube precisava.
É preciso entender que esse cargo exige muito do ocupante. Exige, além de um enorme esforço pessoal, o desprendimento, a renúncia das coisas mais simples e tira de nós o convívio com o que temos de mais importante, nossa família. Ivan fez tudo isso.
Esse cargo não pode ser exercido, apenas, pelo presidente. Precisa, necessariamente, da ajuda de todos os envolvidos, diretores, associados, conselheiros e torcedores. Ao presidente cabe à condução dos esforços de todos em benefício do bem comum, o bem do Náutico. Infelizmente Ivan não conseguiu juntar todas essas peças e o resultado desse desacerto refletiu-se em sua administração. Não teve o melhor desempenho na área administrativa, na área financeira e, principalmente, não atingiu o principal objetivo na área esportiva. Estou certo que qualquer outro presidente, nas mesmas condições que se apresentaram para Ivan, também padeceriam dos mesmos males que assolaram seu mandato.
Esse mal que aflige o CNC, cuja solução reside na união dos esforços de todas as correntes, precisa ser enfrentado, e a referida união de esforços precisa acontecer. O fato de Ivan não ter sido o melhor presidente, não ter brilhado no campo administrativo da mesma forma que foi brilhante no campo de jogo, não o torna responsável por todas as mazelas do clube. Da mesma forma não justifica as ameaças que sofreu, e nem a sistemática desconstrução de sua imagem. Ao renunciar ao mais alto cargo do CNC, Ivan Brondi, mais uma vez, a seu modo, fez aquilo que lhe parecia ser o melhor para nosso clube. Sai da cena o presidente e volta o ídolo Ivan Brondi, reconhecido e amado por todos os alvirrubros.
Pena que não se tenha dado ao presidente, Ivan Brondi, as condições de fazer com a caneta o que fez o ídolo com os pés pelo CNC, mas, saiba que nada nem ninguém apagará seus feitos. Tivéssemos nós mais Ivans em campo, sem dúvida, estaríamos em outras águas.

Texto – Jorge Barbosa – Empresário/Patriota