O QUE FAZER COM O BRASIL?

Depois de passar o fim de semana lendo notícias sobre este momento que o país vive, me deparo com uma pergunta: O que fazer com o Brasil?
A direita e esquerda que vivem a fazer suas demagogias e usando um povo já esgotado e sofrido, sendo experimentado de todo tipo de loucura econômica com políticos que conhecem o poder como fim. È preciso uma liderança que empolgue este país que quer ser feliz por isto é urgente fazer um grande plano de salvação nacional e pensar no Brasil, não em si mesmo.

PARA TEMER NÃO RESTA MAIS NADA

Mais uma vez o presidente Temer fez mas um pronunciamento, só para adiar sua agonia no poder, deixando o país ver sua desmoralização e sua mentira mostrando a falta de patriotismo destes anos de governo do PT /PMDB, deixando um rastro de lama e vergonha ao povo brasileiro. Por favor senhores, deixem o povo brasileiro em paz, vão e levem o que roubaram, mais nós deixem em paz.

O CRIME COMPENSA

Meus amigos é de revoltar ver os irmãos Batista depois de fazer o que fizeram e serem tratados pela justiça com descabida benevolência, e até com certo prestígio, quando roubaram e humilharam este país. Vão embora com um grand finale após fazerem uma falcatrua gigantesca, e com  tudo montado para destruir o Brasil.
Tenho grande admiração pela Operação Lava-Jato, mas, se estes bandidos tiverem como castigo ir morar na quinta avenida, rindo do nosso sofrimento é demais e isto sim, acabará com a Lava-Jato. Todos na cadeia inclusive os Batistas.

CITAÇÕES NÃO PROVAM NADA CONTRA PAULO E GERALDO

Ser citado em uma delação premiada no MPF, não significa que o cidadão seja culpado, a cobrança que está sendo feita ao governador Paulo Câmara e ao prefeito Geraldo Júlio e normal, só que já se partiu para o revide familiar, aqueles que por exemplo passaram a vida se locupletando de Eduardo Campos, por um ódio alimentado a muito pedem satisfações a quem não pode dar. O que me amedronta é este ódio. Vamos esperar, julgar agora é imprudente. Veja o que o governador disse em nota.

NOTA DO GOVERNADOR PAULO CÂMARA

“Venho repudiar, veementemente, a exploração política do depoimento do delator Ricardo Saud, que, já antecipo, não corresponde à verdade. Não recebi doação da JBS de nenhuma forma. Nunca solicitei e nem recebi recursos de qualquer empresa em troca de favores. Tenho uma vida dedicada ao serviço público. Sou um homem de classe média, que vivo do meu salário.
Como comprovará quem se der ao trabalho de ler o documento que sintetiza a delação, o próprio delator afirma (no anexo 36, folhas 72 e 73) que nas doações feitas ao PSB Nacional “não houve negociação nem promessa de ato de ofício”, o que significa que jamais houve qualquer compromisso de troca de favores ou benefícios. Desta forma, é completamente descabido o uso de expressões como “propina” ou “pagamento”.
Reafirmo a Pernambuco e ao Brasil que todas as doações para a minha campanha foram feitas na forma da lei, registradas e aprovadas pela Justiça Eleitoral”.

 

PEDIDO DE IMPEACHMENT DA OAB SURPREENDE PLANALTO

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse ontem, que a decisão da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de protocolar na Câmara pedido de impeachment do presidente Michel Temer, diante da gravidade das delações da JBS, surpreendeu o governo. “É algo que surpreende porque a OAB, tradicionalmente, é uma entidade que tem sido sustentáculo da institucionalidade e da legalidade no exercício do poder no Brasil”, afirmou Padilha à imprensa.

IMPEACHMENT VOLTA A TONA

O PT quer o impeachment já. Para eles voltarem ao governo e garantem que Lula está pronto para governar o Brasil, que voltará a crescer novamente nas mãos de Lula e Dilma. O senador Lindenberg Farias, também acha que está na hora do PT voltar ao poder. Vamos ver como isto termina.

PSOL, REDE E O PCO QUEREM O IMPEACHMENT

O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) pediu urgência na casa sobre o pedido de impeachment do presidente Temer que foi dado entrada ontem mesmo. Molon acha que acabou o ambiente para as reformas trabalhistas e previdenciárias e que desta forma volta tudo ao começo.

PENTE-FINO DO INSS CANCELA MAIS DE 102 MIL AUXÍLIOS-DOENÇA

O governo federal cancelou 81% dos 126,2 mil benefícios de segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que recebiam o auxílio-doença e há mais de dois anos não passavam por avaliação médica. Desde o início do segundo semestre de 2016, o órgão faz um pente-fino nos benefícios por incapacidade.
Com o fim dos pagamentos dos 102,6 mil benefícios, o governo estima uma economia de R$2 bilhões para os cofres públicos. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, a revisão mostrou “que as pessoas estão saudáveis e aptas para retornar ao trabalho”. A avaliação periódica é obrigatória para manutenção do benefício.

RETOMADA DE IMÓVEIS CRESCE 80,9%

O número de retomadas de imóveis cresceu 80,9%, no último ano, somente na Caixa Econômica Federal, que é responsável por cerca de 70% do crédito imobiliário do país. Em 2015, foram retomados 8.775 imóveis e no ano passado foram 15.881.
Na prática o problema ocorre quando o consumidor fica com três meses de mensalidades em atraso. A partir dai o banco pode emitir uma notificação e em até seis meses o bem pode ser leiloado.